Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marafações de uma Louletana

Blog sobre Loulé e as suas gentes

Blog sobre Loulé e as suas gentes

Marafações de uma Louletana

11
Jul11

A Fundação António Aleixo

Lígia Laginha

 

 

Bom dia caros visitantes do "Marafações de uma Louletana".

 

Hoje a marafada vai falar um bocadinho sobre uma das mais importantes instituições de solidariedade social situada no Concelho de Loulé.

 

A Fundação António Aleixo é uma instituição de direito privado sem fins lucrativos, constituída por escritura pública de 25 de Maio de 1995, com o compromisso de contribuir para o desenvolvimento do concelho de Loulé e prosseguindo objectivos de carácter social, cultural, artístico e cientifico.

No âmbito dos seus objectivos, destacam-se: Projectos de acção social destinados à infância, juventude e terceira idade; Iniciativas de carácter cultural; Projectos de investigação e estudos de carácter histórico sobre a figura de António Aleixo e sua obra; Actividades editoriais, formativas e de animação; A Instituição de prémios para cidadãos, em particular os jovens, que mais se distingam nas suas áreas; A concessão de bolsas de estudo a estudantes economicamente carenciados.

Uma das vertentes de acção determinante na intervenção da FAA é a da solidariedade social. Neste sentido, a FAA, no ano de 1998, iniciou a sua intervenção na freguesia de Quarteira, com o serviço de apoio domiciliário, destinado inicialmente a 20 idosos em situação de dependência.  
No âmbito do Sub-Programa Integrar, a Instituição candidatou-se à construção de um Centro Comunitário para a cidade de Quarteira. Inaugurado a 11 de Dezembro de 1999, esta obra com uma área útil superior a 1500m2, vem proporcionando, diariamente, condições que possibilitem aos indivíduos o exercício pleno do direito de cidadania e apoio às famílias no desempenho das suas funções e responsabilidades, reforçando a sua capacidade de integração e participação social.
No ano de 2005, estabeleceu um protocolo com o Centro Distrital de Segurança Social de Faro, com vista à criação de equipas multidisciplinares de apoio às famílias beneficiárias do Rendimento Social de Inserção.
No âmbito dos objectivos institucionais a FAA tem mantido ao longo da sua existência uma relação de total disponibilidade com diversos parceiros sociais, nomeadamente: Câmara Municipal de Loulé; Centro Distrital de Segurança Social de Faro; Centro de Saúde de Loulé; Instituto de Emprego e Formação Profissional/Centro de Emprego de Loulé; Associação Existir; Casa da Primeira Infância; entre muitas outras.

De forma activa, participa ainda e está representada nos seguintes projectos/organismos: Conselho Geral da Escola Secundária/ Dra Laura Ayres; Conselho Geral do Agrupamento das Escolas Eng. Duarte Pacheco; Conselho Geral do Agrupamento Vertical de Escolas D. Dinis; Núcleo Local de Inserção/RSI; Comissão Social de Freguesia de São Clemente; Conselho Local de Acção Social do Município de Loulé; Comissão e Protecção de Crianças e Jovens em Risco do Município de Loulé – Comissão alargada; Conselho Municipal de Educação.

A actividade da FAA, regulamentada por estatutos devidamente aprovados, é assegurada pelos seguintes Órgãos:
     a) -Conselho de Fundadores e Beneméritos
     b) -Conselho de Administração;
     c) -Conselho Consultivo;
     d) -Conselho Fiscal,
em total regime de voluntariado.
Uma equipa coesa constituída por 40 funcionários, incluindo Técnicos, Administrativos, Auxiliares, Cozinheiras, Motorista, ajudantes de acção directa, etc., assegura as actividades da Fundação, na Sede Social e no Centro Comunitário, em Quarteira.

Em 2003, a Fundação António Aleixo foi agraciada pela Câmara Municipal de Loulé com a Medalha Municipal de Mérito - Grau Ouro.

27
Jun11

A Casa da Primeira Infância de Loulé

Lígia Laginha

 

 

Bom dia caros visitantes do "Marafações de uma Louletana".

 

Hoje a marafada optou por escrever um bocadinho sobre uma das instituições de maior importância existente em Loulé: a Casa da Primeira Infância.

 

Assim sendo:

 

A Casa da Primeira Infância é uma instituição particular de solidariedade social.

Primeira Associação criada em Loulé no pós-guerra recebeu o nome que hoje tem no dia 4 de Junho de 1945. Em 10 de Junho de 1945 foi inaugurada e “aloja-se” num grande edifício no Largo da Matriz, pela renda mensal de 300$00.

Foram fundadores desta instituição: Presidente: D.ª Maria José Soares Cabeçadas Ataíde Ferreira; João Farrajota Alves; D.ª Ivone Maria Pacheco Magalhães Pinheiro e D.ª Solange Vila Lobos Carvalho Santos.

A Casa da Primeira Infância ainda esteve instalada junto ao Castelo e só muito posteriormente viria ter a sua sede própria no Largo Capitão Salgueiro Maia.

Fundada para dar resposta às dificuldades das crianças mais desfavorecidas, ao longo da sua existência a Casa da Primeira Infância tem proporcionado às mesmas alimento, carinho e educação, muitas vezes de forma gratuita dadas as carências dos seus familiares.

Agraciada em 1995 com a Medalha Municipal de Mérito Grau Ouro, em 2008, a Instituição abarcava 7 valências, nomeadamente Creche, Jardim de Infância, ATL – Loulé, ATL “Inca”, Centro de Acolhimento Temporário “Os Miúdos”, Centro Juvenil “Ajudar a Sorrir” e Projecto Ludo-Rodas.

Em 2010, a Câmara Municipal de Loulé homenageou a fundadora da Casa da primeira infância atribuindo o seu nome a uma artéria junto à Instituição.