O que os algarvios comem (I) - A tiborna

 

 

 

Bom dia caros visitantes do “Marafações de uma Louletana”.


Loulé é o maior concelho dessa região maravilhosa que é o Algarve. Dividido entre o Litoral, a Serra e o Barrocal, é um concelho cuja gastronomia é rica e variada. Enquanto no Interior, Serra e Barrocal, predominam os pratos confeccionados com feijão, grão, favas, ervilhas e os doces à base de figo, amêndoa, alfarroba… no litoral podemos apreciar as cataplanas e os arrozes de mariscos vários.

Assim sendo este blog não podia deixar de vos dar a conhecer o que os marafados comem e umas dicas sobre a confecção dessas iguarias fantásticas.


Mas para começar trouxe-lhes aquilo que talvez não se possa chamar um prato na verdadeira acepção da palavra mas antes uma espécie de acepipe ou pequena degustação. A tiborna é o que nós algarvios chamamos a pão, torrado ou cru, molhado no azeite. O azeite é parte integrante da nossa dieta alimentar quase desde sempre já que a oliveira adapta-se muito bem às nossas condições climatéricas e aos nossos solos mediterrâneos. Há zonas em que ao azeite num prato alguns juntam alho e sal mas a tiborna que a marafada está habituada consiste pura e simplesmente em deitar algum azeite num prato e molhar lá o pãozinho quente. Lembra-me bem dos tempos em que a minha avó cozia o pão no forno a lenha e mal o tirava de lá fazíamos umas tibornas. Hoje a tiborna é sobretudo feita para experimentar o azeite novo, ou seja, aquele acabado de vir do lagar.

 

E pronto espero que experimentem fazer isto em casa pois não é perigoso e vão ver que descobrem novos sabores na simplicidade de um bocado de pão molhado em azeite.


A louletana está: com água na boca
Cantiga: Ó rama, ó que linda rama, ó rama da oliveira :)
Rabiscado por Lígia Laginha às 07:47 link do post | Comentar | Marafações predilectas