Freguesias do Concelho de Loulé (IV) - Querença

 

 

Bom dia caros visitantes do "Marafações de uma Louletana".

 

Hoje vamos até Querença, uma das mais afamadas freguesias do interior louletano.

 

Situada num monte fica a aldeia de Querença que dá o nome à freguesia, que já pode caracterizar-se pela transição entre o Barrocal e a Serra. As casas descem pela encosta em todas as direcções, situando-se bem lá no alto a pequena e bonita Iigreja, orgulho das gentes de Querença. A aldeia, de ocupação bem antiga, como provam os vestígios pré-históricos encontrados na região, desenvolve-se a partir do alto de um monte, estendendo o casario branco pela encosta marcada por ladeiras íngremes e empedradas. Barras azuis emolduram portas e janelas, e algumas chaminés rendilhadas, redondas e rectangulares, vão decorando os telhados bem visíveis. Platibandas ricamente trabalhadas marcam alguns edifícios ao longo da subida.
É nesta freguesia que se destila um dos mais afamados medronhos e se produz o mais apreciado chouriço, para além de outras tipicidades. A Festa das Chouriças constitui, entre outros, um dos pontos mais altos das festividades que em Querença se realizam anualmente.

Nesta freguesia encontramos uma gastronomia típica que os restaurantes locais conservam o mais genuinamente possível. São pratos típicos de Querença, entre outros, a Galinha Cerejada, o Galo de Cabidela e o Xerém (as papas do milho, tradicional do Algarve).

As grutas da Salustreira com quase oitenta metros de comprimento e doze de altura, junto à Fonte da Benémola - área protegida de rara beleza e originalidade - são ponto de passagem obrigatória para quem visita a freguesia.

De salientar que a Freguesia de Querença, em virtude da criação institucional da nova Freguesia da Tôr, em 1997 então a integrava, acaba de ver substancialmente reduzida a sua área geográfica.

 

Nota:

 

1. De Querença são naturais alguns dos mais ilustres louletanos, parte deles já aqui referenciados, como é o caso de Quirino dos Santos Mealha.

Rabiscado por Lígia Laginha às 06:51 link do post | Comentar | Marafações predilectas