Flora Louletana (III) - A amendoeira

 

 

Bom dia caros visitantes do "Marafações de uma Louletana".

 

Como se aproxima a altura de apanhar as amêndoas, fruto da amendoeira, hoje falemos um pouco desta espécie tão comum no nosso Algarve.

 

Assim, segundo a infopédia:

 

"Designação vulgar de plantas arbóreas da família das Rosáceas e do género Prunus, a amendoeira, Prunus dulcis (Sin. Prunus amygdalus), é uma árvore muito ramificada, com ramificação ascendente, que pode atingir os oito metros de altura. Apresenta um ritidoma de cor negro-purpúra, com gretas profundas. Os ramos, enquanto jovens, são verdes. 
As folhas são caducas, simples, alternas, com um comprimento variável entre os quatro e 12 centímetros, oblongo-lanceoladas, glabras, finamente denteadas. O pecíolo tem um tamanho superior a um centímetro. No início as folhas podem dobrar-se em V ou ao longo da nervura central. 
A floração, que ocorre normalmente entre fevereiro e abril, é anterior ao aparecimento da folhagem, originando uma paisagem muito típica e procurada pela sua beleza. As flores, rosadas antes de se abrirem e mais pálidas ou mesmo brancas na sua maturação, têm um diâmetro que varia entre os 40 e os 50 milímetros. São curtamente pecioladas. O hipanto é campanulado e a margens das sépalas tomentosas. 
O ovário e o fruto são, também, tomentosos. O fruto é ovoide, ligeiramente comprimido, com um comprimento variável entre os 35 e 60 milímetros. É de cor cinzento-esverdeada, com cobertura suculenta que encerra o caroço conhecido por amêndoa.
A amendoeira Prunus dulcis é também comummente designada por amendoeira-amarga (Prunus dulcis amara) ou amendoeira-doce (Prunus dulcis dulcis).
A amendoeira, originária da Ásia Menor e Nordeste de África, cultivou-se desde a Antiguidade em volta do mar Mediterrâneo, habitando em lugares rochosos, bordos de estradas, limites de campos cultivados e terrenos de cultivo. Em Portugal, a cultura desta espécie é particularmente favorecida nos vales do Alto Douro e no Algarve.
As amêndoas são utilizadas normalmente para fins culinários e terapêuticos. O óleo de amêndoa é também utilizado na cosmética. As sementes de amendoeira contêm, como outras sementes de plantas do género Prunus, uma substância que produz ácido cianídrico, em teor elevado nas amêndoas amargas, que pode causar graves perturbações. A ingestão de 10 - ou até menos - amêndoas cruas, naquelas condições, pode causar graves perturbações e a ingestão de vinte pode ser fatal."

 

Bem, quem diria que a amendoeira era isto tudo... A marafada apenas pode confirmar que as amendoeiras em flor, entre os meses de Fevereiro e Abril, são um espectáculo de rara beleza.

A amêndoa é usada na maior parte da doçaria algarvia. Considerada uma iguaria de dificil apanha é muitas vezes cara e não está ao acesso dos bolsos de todos. Mas o sabor dos doces de amêndoa é sem dúvida magnífico!

 

Rabiscado por Lígia Laginha às 09:43 link do post | Comentar | Marafações predilectas